mini_banner1-685x100 mini_banner2-685x100

Sem categoria

9 DICAS DE COMO PREPARAR SUA PLANTAÇÃO PARA TEMPERATURAS MAIS BAIXAS

19 de junho de 2020

Geada

A geada é um fenômeno muito conhecido pelo produtor rural, que afeta principalmente a região Sul, Minas Gerais e no Mato Grosso do Sul e que pode levar a prejuízos da produção de até 100%.  Esse fenômeno visualmente identificado pela deposição de gelo sobre plantas e objetos expostos ao relento. Ocorre quando a temperatura do ar atinge 0ºC e  umidade na atmosfera. 

Nas plantas a geada acarreta o congelamento dos tecidos vegetais, havendo, ou não, formação de gelo e provoca a morte das plantas ou de suas partes (folhas, caule, frutos, ramos), em função da baixa temperatura do ar,  

 A suscetibilidade das culturas agrícolas às geadas varia com a espécie, e com o estádio fenológico das plantas no momento da ocorrência desse fenômeno. Alguns exemplos estão expostos na tabela 1. 

 Tabela 1. Tipo de cultura e resistências a geada 

 

Fonte: ROSENBERG (1983) 

As geadas e o frio causam danos às membranas da plantas, inibem reações metabólicas, restringem a absorção de água e nutrientes, causam a desidratação celular e a interrupção do suprimento de energia. Inicialmente observamos o crescimento mais lento das plantas. As folhas perdem cor, apresentam lesões e podem dar impressão de encharcamento. Os ponteiros podem queimar e os danos podem evoluir para a planta inteira, causando perdas de produção.  

Confira algumas dicas para amenizar os danos causados pela geada em épocas frias: 

1 – Planejamento do local Uma dica é escolher locais que recebam mais calor durante o inverno e que sejam mais protegidos dos ventos frios, como por exemplo locais com a face voltada para o norte.

2 – Planejamento de épocas de semeadura e plantio – Na definição de quando semear ou plantar é importante evitar semeadura evitando os períodos críticos de geadas.  

3 – Utilização de culturas resistentes – culturas resistentes terão maior tolerância ao frio, são exemplos  os cereais de inverno e o alecrim. Busque culturas com maior resistência. 

4 – Utilização de quebra-ventos – são barreiras vegetais com espécies arbustivas ou arbóreas que reduzem o impacto dos ventos frios e também o efeito de ventos dominantes durante o restante do ano, devem ser instaladas perpendiculares aos ventos. 

5 – Nebulização artificial da atmosfera – Baseia-se no princípio de se inserir uma camada de neblina artificial sobre a cultura, capaz de absorver ou dispersar a radiação, barrando a queda da temperatura.  

6- Irrigação por aspersão – Consiste da aplicação de água por aspersão na cultura durante a noite de ocorrência da geada, que faz com que quando a água congele ocorra a liberação de calor latente, reduzindo o resfriamento.  

7 – Uso de coberturas protetoras – Utilizar coberturas ajuda a manter as temperaturas do solo mais estáveistemos como opções de cobertura as palhas, restos vegetais e materiais plásticos. 

8 – Ventilação forçada – É necessária a instalação de grandes ventiladores acima da cultura, o que propicia a mistura do ar atmosférico  mais quente com o ar mais frio, ocorrendo uma inversão térmica.Essa técnica demanda um alto investimento na instalação esó é aplicável em pequenas áreas planas. 

9 – E por último, prepare a planta – Com produtos Innovabio você pode nutrir melhor suas culturas e prepará-las para os estresses de clima. Lembre-se sempre uma planta bem nutrida é uma planta mais resistente tanto a temperaturas mais baixas quanto mais altas. Entre em contato conosco e confira! 

 Quer menos danos e perdas por frio? A Innovabio pode te ajudar. Entre em contato conosco e descubra como!

Fontes: Agrosmart, Embrapa, CPTEC, ROSENBERG, N.J.; BLAD, B.L.; VERMA, S.B. Microclimate – the biological environment. New York: John Wiley & Sons, Inc. 1983.